raciocínio Dedutivo – raciocínio Indutivo

O raciocínio dedutivo é um tipo de raciocínio que começa com uma ou várias reivindicações (local) e conclui com uma afirmação diferente (conclusão) cuja verdade é garantida pela validade do processo de raciocínio. O raciocínio indutivo, por outro lado, começa com uma ou mais premissas e tenta generalizar a partir delas o que é verdade em alguns casos, o que é provável que seja verdade em geral.

O raciocínio dedutivo faz uso das regras da lógica para se chegar a uma conclusão. Se as premissas são verdadeiras e as leis aplicadas estão corretas, então a conclusão é necessariamente verdadeira. Este é um exemplo de raciocínio dedutivo: “Todos os homens são mortais. Sócrates é um homem. Portanto, Sócrates é mortal…” A conclusão ( “Sócrates é mortal”) é derivada das duas premissas ( “Todos os homens são mortais” e “Sócrates é um homem”), aplicando a lei da lógica de predicados chamada instanciação universal.

Frédéric Vayssouze-Faure1

No raciocínio indutivo, o papel das premissas é fornecer um forte apoio à conclusão, mas a verdade da conclusão não é garantida, porque este tipo de raciocínio não usa leis universais (tais como as leis da lógica) para chegar à conclusão. O seguinte trecho é exemplo de raciocínio indutivo: “Tenho visto muitos cisnes e eles eram todos brancos. Portanto, todos os cisnes são brancos.” Neste caso, o raciocínio é correto porque a premissa apoia a conclusão, mas a conclusão é falsa, uma vez que existem cisnes negros.

Via:
Advertisements
Posted in Mind | Leave a comment

Solve et Coagula

Solve é o princípio feminino, Coagula o princípio masculino.

As excitações sexuais feminina e masculina: mulheres umedecem, homens endurecem

Desfazer para renovar.

Renovar o subconsciente para uma melhor capacidade e abrangência ideológica e logo, compreensão da vida e suas características em si.

 

Livrar-se da maioria para se estar com os que são raros.

Desfazer-se da futilidade mundana para juntar-se a liberdade.

Albert Lewin – The Living Idol (1957)

 

Dissolve e Concentra

Posted in Mind | Leave a comment

Event horizon

Any place where knowledge stops there is also an event horizon.

D. Chopra

Posted in Mind | Leave a comment

On the Road

Nothing behind me, everything ahead of me, as is ever so on the road.

Jack Kerouac, On the Road

Posted in Mind | Leave a comment

EK ONG KAR SAT NAM SIRI WAHE GURU

O criador e toda a Criação são um. Esta é a nossa Identidade verdadeira.

Posted in Soul | Leave a comment

Ethnopluralism

or ethno-pluralism also known as ethnoregionalism, is the acknowledgment of the diversity of different ethnic groups. Ethnopluralism brings together the philosophical doctrine of pluralism (often referred to as the doctrine of multiplicity) and applies the concept to ethnicity

Ethnopluralism involves the implication of two policies.

The first policy is maintaining the cultural space and identity of a community.

The second policy utilizes a common culture as a type of mechanism in the formation of a nation that has proper protocol for dealing with community affairs.

 

Ethnopluralists assert the principle of “right to difference” and argue for regional ethnic or racial separatism (the plurality of ethno-identities)

 

via:

https://en.wikipedia.org/wiki/Ethnopluralism

http://en.metapedia.org/wiki/Ethnopluralism

Posted in Mind | Leave a comment

A list of 25 Principles of Adult Behavior

by John Perry Barlow

Remojades sonriente – Vera Cruz – Mexico
600 AD – 900 AD

1. Be patient. No matter what.
2. Don’t badmouth: Assign responsibility, not blame. Say nothing of another you wouldn’t say to him.
3. Never assume the motives of others are, to them, less noble than yours are to you.
4. Expand your sense of the possible.
5. Don’t trouble yourself with matters you truly cannot change.
6. Expect no more of anyone than you can deliver yourself.
7. Tolerate ambiguity.
8. Laugh at yourself frequently.
9. Concern yourself with what is right rather than who is right.
10. Never forget that, no matter how certain, you might be wrong.
11. Give up blood sports.
12. Remember that your life belongs to others as well. Don’t risk it frivolously.
13. Never lie to anyone for any reason. (Lies of omission are sometimes exempt.)
14. Learn the needs of those around you and respect them.
15. Avoid the pursuit of happiness. Seek to define your mission and pursue that.
16. Reduce your use of the first personal pronoun.
17. Praise at least as often as you disparage.
18. Admit your errors freely and soon.
19. Become less suspicious of joy.
20. Understand humility.
21. Remember that love forgives everything.
22. Foster dignity.
23. Live memorably.
24. Love yourself.
25. Endure.

Museo de Oro Precolombino, San Jose, CR

via:

https://kottke.org/18/02/a-list-of-25-principles-of-adult-behavior-by-john-perry-barlow

Posted in Body, Mind, Soul | Leave a comment