Espaço-ideia de Alan Moore

Digamos: um espaço no qual os eventos mentais podem ocorrer, um espaço-ideia que é, talvez, universal. Nossas consciências individuais têm acesso a este vasto espaço universal. Tal como temos casas individuais, mas a rua do lado de fora da porta pertence a todos. É quase como se as ideias fossem ideias pré-existentes dentro deste espaço.

.

Como seres humanos, habitamos dois mundos distintos e separados, duas paisagens. Habitamos o mundo físico, mas ao mesmo tempo sendo que nós só podemos experimentar verdadeiramente nossa percepção desse mundo, parece que na realidade nós mais vivemos em mundo puro de consciência e ideias. E me surpreendem os territórios que devem existir neste espaço mental que devem ser compostos inteiramente de ideias e conceitos. Em lugar de ilhas e continentes, deve haver grandes sistemas de crenças e filosofias. O marxismo pode ser uma ilha. As religiões judaico-cristãs podem constituir outras terras ou continentes.

As mentes humanas interagem, embora debilmente, de formas limitadas, com a espaço-ideia a cada momento do dia apenas para levar adiante nossas vidas diárias. Se quer realmente ideias únicas, se é um artista ou inventor ou alguém que trabalha com ideias únicas e novas, deverá submergir diretamente nos subterrâneos, na profundidade da espaço-ideia para encontrar essas ideias que nunca foram pensadas antes. (The Mindscape of Alan Moore)

Advertisements
This entry was posted in Mind. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s